Quem Somos | Benefícios | Departamentos | Convenção Coletiva | Associe-se | Fale Conosco
 
 
» Notícias
 
 
 
Desde maio, 8,3 milhões de trabalhadores já voltaram ao trabalho 

Metade das pessoas ocupadas que foram afastadas do trabalho devido ao isolamento social imposto pela pandemia de covid-19 já voltaram a ocupar seus postos, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Covid (Pnad Covid), divulgada nesta sexta-feira, 24, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Na semana de 24 de julho a 4 de julho, 8,3 milhões de trabalhadores, ou 10,1% da população ocupada, continuam afastados, contra os 16,6 milhões registrados pelo IBGE na primeira semana de maio, ou 19,8%, quando foi iniciada a pesquisa. 

A população ocupada e não afastada do trabalho somava 71 milhões de pessoas o período, acima da semana anterior, quando foram registradas 69,2 milhões de pessoas. Em maio, eram 63,9 milhões nessa situação. O nível de ocupação na semana de 24 de junho a 4 de julho era de 48,1%, estável em relação à semana anterior (48,5%) e com queda em relação à primeira semana de maio (49,4%).

O número de desocupados continua alto, 11,5 milhões de pessoas no período pesquisado, abaixo, porém, dos 12,4 milhões da semana passada, reduzindo a taxa de desocupação para 12,3%, ante 13,1% da semana anterior, mas superando a taxa de 10,5% do início da pesquisa do IBGE.

A nova pesquisa é uma versão da Pnad Contínua, planejada em parceria com o Ministério da Saúde, para levantar dados sobre o mercado de trabalho e saúde. A coleta mobiliza cerca de 2 mil agentes do IBGE, que levantam informações remotamente de 193,6 mil domicílios distribuídos em 3.364 municípios de todos os Estados do País.

Segundo o IBGE, a população ocupada no período era de 81,8 milhões de pessoas, registrando queda frente à semana anterior (82,5 milhões de pessoas) e aos 83,9 milhões da primeira semana da pesquisa. O IBGE apurou que 8,9 milhões de pessoas trabalhavam remotamente, número que tem permanecido praticamente estável em relação a todo o período pesquisado.

A população que não estava trabalhando nem procurando emprego aumentou para 76,8 milhões de pessoas, um aumento de 1,7 milhões de pessoas comprado à semana anterior. Nessa população, cerca de 28,7 milhões de pessoas (ou 37,4% da população fora da força de trabalho) disseram que gostariam de trabalhar. Esse contingente aumentou em relação à semana anterior (26,9 milhões ou 35,9%) e, também, frente à semana de 3 a 9 de maio (27,1 milhões ou 35,5%).

Por causa da pandemia, cerca de 19,4 milhões de pessoas fora da força que gostariam de trabalhar e não procuraram trabalho, Elas correspondiam a 67,4% das pessoas não ocupadas que não buscaram por trabalho e gostariam de trabalhar. Esse contingente aumentou em relação à semana anterior (17,8 milhões ou 66,2%), mas permaneceu estável em comparação com a semana de 3 a 9 de maio (19,1 milhões ou 70,7%), informou o IBGE.

 

24/07/2020 - Estadão  
 

'Clientes estão valorizando mais a subsistência', diz especialista em varejo
12/08/2020  - O Popular
Varejo refaz contas e prevê queda menor neste ano devido ao auxílio emergencial
11/08/2020  - Estadão
Ricardo Eletro fecha todas as lojas e pede recuperação judicial
10/08/2020  - Estadão
Desemprego sobe para 13,3% no 2º trimestre, com queda recorde no total de ocupados
06/08/2020  - Estadão
Com retorno gradual, shoppings esperam retomar 90% das vendas até o fim do ano
05/08/2020  - O Popular
Projeto de reforma tributária aumenta impostos pagos por profissionais liberais
05/08/2020  - Estadão
SECEG INVESTE EM SEGURO DE VIDA GRATUITO EM TEMPOS DE PANDEMIA
03/08/2020  - SECEG
Confiança dos empresários de serviços cresce 7,3 pontos em julho
30/07/2020  - Agência Brasil
Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200
30/07/2020  - Agência Brasil
Magazine Luiza fecha acordo para operar 214 lojas só com energia solar
26/07/2020  - Estadão
 
 
 
 
SECIP - Sind dos Empregados no Comércio de Iporá
Av. Iporá, 391, Centro - CEP 76200-000 - Iporá - GO
Telefones: (64) 3674-2419